Plano de saúde, nos dias de hoje, é um artigo de luxo.

Os preços são muito elevados para a grande maioria da população e são ainda mais caros para os que mais precisam: os idosos. Quando ocorre uma crise financeira é ainda pior, até os mais jovens acabam sem, afinal de contas, o dinheiro para o plano de saúde fica bem reduzido.

Segundo a ANS (Agência Nacional de Saúde), cerca de 2 milhões de pessoas acabaram com o contrato com planos de saúde entre os anos de 2014 e 2016. Por causa da crise financeira, muitas pessoas perderam o emprego e não recursos suficientes.

Neste post, você vai conhecer alternativas para continuar cuidando da sua saúde, mesmo sem um plano. Acompanhe!

Problemas enfrentados por quem paga plano de saúde

O problema não é apenas o alto custo. A carência que é exigida costuma deixar o beneficiário em uma condição complicada: o plano está sendo pago, mas é preciso aguardar muito tempo para utilizar um determinado serviço.

Outro problema é quanto à cobertura que, em muitos casos, não está de acordo com o valor pago.

Muitos planos oferecem o reembolso do valor da consulta quando não há um especialista conveniado na cidade. Porém, essa devolução pode ser bastante burocrática e trazer aborrecimentos desnecessários.

Ainda há o fato das empresas dos planos de saúde aumentarem o valor da mensalidade de forma arbitrária. Muitas vezes, eles aumentam o valor acima do que é considerado legal e, como muitos beneficiários não possuem conhecimento no assunto, acabam pagando.

Alternativas aos planos de saúde

Existem algumas boas alternativas para quem não quer ficar à mercê dos planos de saúde ou para aqueles que querem ter acesso a excelentes serviços médicos pagando por um preço justo e abaixo do de mercado. Vamos conhecê-las agora!

1. SUS — Sistema Único de Saúde

Os impostos pagos pela população ajudam para que o Estado ofereça um serviço de saúde gratuito. O SUS conta não apenas com as unidades de saúde, que cuidam da prevenção e do tratamento de doenças de baixa complexidade, mas também com grandes hospitais.

Infelizmente, a demanda ainda é muito grande para que o sistema consiga oferecer um atendimento médico de qualidade para toda a população. Muitas vezes, a consulta pode demorar meses para acontecer e algumas cidades menores não disponibilizam exames mais complexos e profissionais especializados.

2. Clínicas populares

As clínicas populares não realizam serviços de alta complexidade, mas funcionam perfeitamente como um complementar para o SUS, por exemplo. É possível fazer diversos exames com um custo bem menor. Você pode contratar planos de descontos individuais, familiares ou empresarial.

3. Clínicas expressas

Essa vem se tornando uma das alternativas mais atrativas para quem não pode mais pagar por um plano e também pelos que podem. Os valores são bem abaixo dos de mercado e uma consulta pode custar entre 80 e 120 reais. Um exame de sangue pode ser realizado por apenas 10 reais dependendo da cidade.

As consultas são marcadas e realizadas no mesmo dia e a rapidez no atendimento consegue não só deixar o tratamento mais rápido como também auxilia na prevenção. Os serviços são excelentes e é possível conseguir bons descontos apenas pagando um plano mensal que pode ser de 10 reais!

Está sem dinheiro para pagar o plano de saúde? Não se preocupe com isso. Entre em contato conosco que nós lhe ofereceremos uma boa alternativa!