Saber o que fazer em casos de acidentes domésticos e quando ocorrem doenças é uma preocupação constante de quem quer cuidar da própria saúde e da saúde da família. Então, você precisa saber quais os sintomas da febre amarela.

Por isso preparamos este post para explicar o que é a doença, seus sintomas, a importância da prevenção (e como fazê-la), e quais são as principais formas de tratamento. Continue a leitura!

O que é a febre amarela?

Semelhante a uma gripe, a febre amarela é uma grave infecção viral. Existem as formas silvestre e urbana   A forma silvestre é transmitida pelo mosquitos do gênero Haemagogus e Sabethes. A forma urbana é transmitida pelo  Aedes aegypti, o mesmo que transmite a dengue. Suas principais características são a febre alta e o corpo com coloração amarela (icterícia). A doença atinge os seres humanos e outros primatas, como o macaco.

A febre amarela tem maior incidência no sul do continente africano e na América do Sul. O vírus é capaz de causar sérios danos ao fígado e demais órgãos e a pessoa infectada pode correr risco de morte.

Sua ocorrência é maior entre dezembro a maio por causa das chuvas. Nessa época cresce o número de mosquitos e a consequente circulação do vírus.

Quais os sintomas da febre amarela?

Os sintomas da febre amarela podem surgir repentinamente. Como a doença se divide em fase aguda e fase tóxica, os sinais são diferentes. Veja:

Fase aguda

  • febre;
  • sensibilidade à luz;
  • perda de apetite;
  • dor de cabeça;
  • vermelhidão na língua, olhos e rosto;
  • tontura;
  • náuseas e vômitos;
  • dores musculares (joelhos e costas principalmente).

Fase tóxica

  • febre assídua;
  • vômitos;
  • urina escura;
  • falência dos rins;
  • icterícia;
  • batimento cardíaco lento;
  • sangramentos na boca, nariz ou olhos;
  • dor no abdômen;
  • delírios, convulsões e coma.

Como fazer a prevenção contra a doença?

Prevenir-se contra a febre amarela urbana é uma responsabilidade de todos nós. As principais ações são evitar a disseminação do Aedes aegypti e se vacinar.Confira.

Aedes aegypti

Evitar o acúmulo de água é fundamental. Mantenha as calhas dos telhados desentupidas e as caixas de água, filtros, tambores e cisternas bem tampados. Caso tenha plantas em casa, adicione areia nos vasos e use água tratada com água sanitária para molhá-las. Aplique desinfetante nos ralos e acondicione o lixo residencial em sacos plásticos fechados ou recipientes com tampas.

Além disso, use mosquiteiro e repelente especialmente nas suas viagens e em locais em que a incidência de mosquitos for maior. Lembrando que o repelente deve ser aplicado depois do filtro solar para não perder o efeito. 

Vacinação

O meio mais eficaz de combate à febre amarela é a vacinação, conforme a Organização Mundial da Saúde (OMS). A vacina contém o vírus atenuado e é aplicada por via subcutânea, sendo distribuída gratuitamente nos postos de saúde. Atualmente, a vacina está incluída no Calendário Nacional de Vacinação de vários estados brasileiros.

Como o doente é tratado?

Infelizmente ainda não foram descobertos medicamentos capazes de eliminar o vírus. Assim, o paciente deve ser internado em um hospital para receber os cuidados necessários. Conheça os principais a seguir:

Transfusão de sangue

A transfusão de sangue é um dos procedimentos para o tratamento da febre amarela, principalmente nas situações em que ocorre muita perda de sangue. Em determinados casos pode ser realizada a transfusão de plasma para a substituição das proteínas do sangue e ajudar na coagulação.

Ingestão de líquido

Em função dos distúrbios no organismo provocados pela febre amarela o doente precisa consumir bastante líquido para evitar os riscos de uma desidratação. Nos quadros de vômito constante, a hidratação é feita por meio de uma solução intravenosa.

Diálise

A diálise é um recurso usado quando o paciente tem falência renal. O procedimento utiliza equipamentos próprios para tal, filtra o sangue e impede que substâncias tóxicas fiquem acumuladas na corrente sanguínea.

Conhecer quais os sintomas da febre amarela é muito importante para que você possa tomar as providências necessárias. Contudo, lembre-se de que a prevenção é a mais eficaz de todas as elas. Além disso, não recorra à automedicação. Procure orientação médica e garanta a sua proteção e a das pessoas que tanto ama.

Este post trouxe informações importantes para você? Que tal compartilhar com os amigos nas suas redes sociais?