Cuidar da sua saúde e de seus familiares é uma das prioridades, portanto é importante se informar sobre o que fazer em casos de acidentes domésticos ou doenças. O derrame, por exemplo, pode ser perigoso caso não seja identificado a tempo.

Quer saber mais sobre como reconhecer corretamente os seus sintomas? Então, continue a leitura deste post. Ele traz informações importantes sobre como identificar um derrame a tempo.

O que é o derrame?

O derrame é o nome popular que se dá a um Acidente Vascular Encefálico (AVE), geralmente denominado Acidente Vascular Cerebral (AVC).

Ele ocorre quando acontece uma alteração na circulação do sangue pelo cérebro. Essa alteração é ocasionada por uma parada inesperada do fluxo sanguíneo para uma de suas áreas.

Além de suceder devido a algum problema de saúde, o derrame pode ser originado por situações de desentendimento com outrem, decepções, desgostos ou raiva.

Quais os tipos e incidência?

O derrame é uma ocorrência de dois tipos: o isquêmico e o hemorrágico.

O mais comum é o isquêmico. Ele é causado por obstrução de uma ou mais artérias. Sua incidência é maior em pessoas idosas e que apresentem quadros clínicos de hipertensão, colesterol alto e diabetes.

Já o tipo hemorrágico oferece riscos mais graves pelo fato de que se trata do rompimento de uma artéria. Além disso, pode acometer, também, homens e mulheres mais jovens.

Os danos causados pelo derrame dependem das regiões do cérebro que foram alcançadas. Em pontos importantes, traz mais prejuízos, enquanto que, em outros menos utilizados, os efeitos são menores. Quem é destro, por exemplo, sofrerá mais se o derrame atingir o hemisfério esquerdo do cérebro, uma vez que é quem rege o lado direito do corpo. Para os canhotos, o derrame será mais prejudicial se atingir o hemisfério direito.

Aprenda como identificar um derrame?

Reconhecer os sinais e sintomas de um derrame com rapidez é fundamental para evitar consequências mais graves, pois eles se manifestam repentinamente. O tempo aqui tem valor dobrado, já que ele contribuirá para a eficiência do socorro médico especializado.

Confira, a seguir, como detectar alguns sinais e sintomas de um derrame!

Dificuldades de movimento do rosto, braços e pernas

Atenção para uma fraqueza ou dormência repentina de algum local do rosto, braço ou perna. Comumente, o adormecimento surge somente em um lado do corpo.

Peça para que a pessoa sorria e veja se um lado da boca fica imóvel. A seguir, veja se ela consegue erguer os dois braços ou as duas pernas. Um braço que cai é um alerta de derrame.

Incapacidade de compreender o que acontece

Outro sintoma é a dificuldade para falar, de compreender o que está ocorrendo e de se concentrar. É preciso solicitar que a pessoa diga uma frase simples — “eu gosto muito do Natal”, por exemplo —, responda sobre o que está sentindo e fale, também, o nome e data de nascimento. Se ela demonstrar dificuldade em expressar a frase ou não entender as perguntas, é sinal de risco.

Além desses sintomas, a pessoa pode sentir outros transtornos possíveis de ser um prenúncio do derrame:

  • dor de cabeça forte e contínua sem um motivo aparente;
  • falta de coordenação dos movimentos;
  • tontura inesperada;
  • dificuldade para andar;
  • desmaio;
  • perda da visão.

É fundamental você saber como identificar um derrame com segurança e rapidez. A detecção antecipada dos seus sintomas é indispensável, uma vez que, quanto antes a pessoa vitimada seja submetida a um tratamento correto, menores serão as chances de sequelas ou morte.

Para saber mais dicas gerais sobre este post e outros assuntos relacionados a acidentes domésticos, cuidados com a saúde e a importância da medicina preventiva para você e sua família, siga nossas redes sociais! Estamos no Facebook e no YouTube.