Dor de garganta é um sintoma muito comum, principalmente nas épocas mais secas do ano, como o outono e o inverno. Geralmente, começamos a sentir aquela coceira incômoda na garganta e logo já estamos com dificuldade para falar e engolir os alimentos mais sólidos. Mas você já parou para pensar sobre quais são as causas da dor de garganta e como tratar corretamente os diferentes tipos?

Neste post, queremos apresentar a você as possíveis causas desse sintoma, mostrar as principais diferenças entre seus tipos e oferecer dicas que ajudarão no tratamento da dor de garganta. Continue lendo o texto e veja como cuidar melhor da sua saúde e da saúde da sua família!

Quais são as causas da dor de garganta?

Identificar a causa da dor de garganta é o primeiro passo para considerar os possíveis tratamentos. Este sintoma está ligado a processos inflamatórios que podem ser infecciosos ou não.

Geralmente, quando a inflamação não é infecciosa, sua causa pode estar relacionada a alergias, má qualidade do ar, uso excessivo e desregrado da voz, além de hábitos não saudáveis, como o de fumar. Quando este for o caso, é possível que os sintomas desapareçam naturalmente, e a ingestão de líquidos e uma alimentação saudável já ajudarão no processo de cura.

Agora, se sua inflamação tiver uma origem infecciosa, isto é, se houver uma infecção viral ou bacteriana, é importante que você consulte um médico para fazer o diagnóstico e indicar o tratamento mais recomendado para cada caso.

Confira, a seguir, algumas doenças infecciosas que causam dor de garganta:

  • gripe ou resfriado: provenientes de infecção viral, gripes e resfriados causam dor de garganta e outros incômodos, como dor no corpo e de cabeça;
  • faringite: inflamação na faringe proveniente de vírus ou bactéria. Gera dificuldade para falar e engolir, além de muita irritação atrás da língua. Se for causada por bactéria, poderá estar acompanhada de produção de pus e o tratamento envolve o uso de antibióticos;
  • amigdalite: a inflamação nas amigdalas também pode ser provocada por infecção, tanto viral quanto bacteriana. A amigdalite vem acompanhada de vermelhidão no local, inchaço e secreções. Assim como no caso da faringite, se a infeção for bacteriana haverá produção de pus;
  • laringite: inflamação da laringe por infecção viral. Indivíduos acometidos pela doença apresentam tosse e rouquidão.

O que fazer quando aparecer a dor de garganta?

É importante que você saiba que somente um médico pode fazer uma avaliação assertiva do quadro de uma dor de garganta, por isso, é importante que você procure um especialista em casos em que os sintomas persistam por uma semana ou mais.

Contudo, queremos oferecer a você algumas dicas de opções caseiras que podem contribuir para a prevenção e tratamento, como por exemplo:

  • ingerir líquidos: nosso corpo precisa de no mínimo dois litros de água por dia para manter um bom funcionamento. Por isso, sempre se mantenha hidratado;
  • tomar chá de alho: ajuda no tratamento da dor de garganta, pois a água quente dilata os vasos sanguíneos, intensificando a irrigação na região e contribuindo com o processo anti-inflamatório. O alho, além de antioxidante, também tem propriedades anti-inflamatórias;
  • praticar atividade física: a manutenção da boa saúde está diretamente relacionada à prática de exercícios. O sedentarismo é considerado causa de diversos males. Mantenha-se saudável se exercitando;
  • evitar fumar: o hábito de fumar agride o sistema respiratório. Além disso, já é de conhecimento comum que o fumo pode levar a enfermidades mais sérias, como o câncer na garganta, esôfago e pulmões.

O que você achou do nosso conteúdo sobre as causas da dor de garganta e como buscar o tratamento? Gostou? Então siga nossas redes sociais e fique por dentro de mais dicas de saúde!